quinta-feira, 27 de abril de 2017

As grandes vitórias são construídas sobre as mais árduas batalhas.

...Assim acontece conosco, assim, pode está acontecendo com você agora. As lutas são comuns a todos os seres vivos, tanto a racionais como a irracionais, cada um tem suas próprias dificuldades, cada um tem que enfrentar seus próprios desafios; no final os vitoriosos destacar-se-hão por sua perseverança e por sua fé.

Há sempre duas maneiras de se enxergar o mesmo fato... ...lembro-me também, da história de uma menininha que ao acordar, passeava na beira da praia que ficava bem a frente de sua casa. Havia chovido muito naquela noite e o mar estava de 'ressaca'. A menina percebeu ao caminhar, que milhares de pequenas "estrelas-do-mar", com a violência das marés, foram jogadas para fora da água, e estavam perecendo na areia da praia. Logo aquela menininha abaixou-se e começou a jogá-las de novo para dentro do mar; uma a uma. Passava por ali, um homem que notou o que a menina fazia, e disse-lhe: _ Jovem menina, de que adianta esse teu esforço, não vês tu que são milhares e milhares delas? de nada vai adiantar tanto trabalho, pois elas vão mesmo morrer, porque são muitas e você nada poderá fazer. A menininha continuou abaixada e pegava uma por uma e jogava de volta ao mar, quando o homem acabou de falar, então, pegando mais uma, ergue-a diante dos olhos daquele homem e disse-lhe: _ Talvez para milhares delas, realmente não adiante o meu esforço, para o senhor também não; mas para esta aqui ó, que está na minha mão, sim. E continuou o quanto pode, a menininha a jogar as "estrelas-do-mar" de volta às águas.

Veja, que neste caso, o meso problema, foi encarado por duas pessoas de forma diferente: O homem, sustenta uma lógica prática, isenta de sentimentos e de fé; ao contrário da menininha que vê a questão como uma oportunidade de fazer o que para ela, era certo, salvando quantas "estrelas-do-mar" pudesse, valorizando a existencialidade individual de cada uma.

Como você encara seus problemas? Diante de uma grande adversidade você luta sem desistir da vitória como a rãzinha que conseguiu transformar o leite em manteiga e depois dormiu tranquila sobre o líquido que certamente a afogaria, como ocorreu com sua amiga, ou faz como a 'outra', que ao sentir o cansaço, entregou-se a morte, desistindo de lutar?; você procura um meio de amenizar a situação, encontrando soluções alternativas, fazendo sempre o melhor diante da circunstância, como a menininha da beira da praia, ou logo se da por vencido diante do fato, sem se importar com possibilidades alternativas, mesmo que remotas, aceitando sem resistir as perdas provenientes isentando-se de responsabilidades e atribuindo tudo à fatalidade? continuarei....